quarta-feira, 7 de outubro de 2009

"E eu que pensava que não ia me apaixonar

Nunca mais na vida..."



Não é fácil se enganar quando o sentimento
rompe as barreiras impostas pela razão.

Não é lógico ignorar que há um sentimento muito forte
e achar que a loucura se faz presente, que com o tempo
tudo volta a ser lógico, uma esperança
de sanidade emocional.

O medo de errar, o pavor em estar certo.
Entre falas ensaiadas do que parece correto,
pensamentos que não são precisos.

O mesmo sentimento que muda em pouco tempo,
"é tão bom que faz mal".

Torna-se desumano sufocar um sentimento,
sem ao mesmo dá-lo a chance de acontecer,
de matá-lo com a frieza que chamamos
de "melhor assim".

O que se nega,
é o que te falta?

Ditando regras ao incontrolável,
quando, como, onde e quem.

[Dona Geo]

"Eu podia estar agora sem você
Mas eu não quero, não quero..."


e no meio de tanta gente,

2 Comentários:

Nathy Roncada disse...

Eu chorei (de emoção, mas chorei) eu to sentindo extamente isso a extamente um ano!
Vc escreve muito lindo! ta de parabens!

Maíra Souza disse...

Tudo é tão lindo por aqui...
Parabéns!!

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO  

BlogBlogs.Com.Br